Participe do InfraFM Hospitais
 

Colaboração para o bem-estar das pessoas e a melhoria dos negócios

FM destaca grande desafio na construção de novo centro de laboratórios para América Latina.

Por Mauro Sérgio Kyriazi Campos

Colaboração para o bem-estar das pessoas e a melhoria dos negócios

A trajetória de um profissional de FM no Brasil certamente é marcada por desafios, inovações e muitas histórias de colaboração e superação, pois somos brasileiros e não desistimos nunca, não é assim que se diz?
Destaco aqui alguns pontos da minha carreira onde tudo isso aconteceu de verdade. Gosto de pensar nos projetos que liderei e que ajudaram as pessoas a desenvolverem suas atividades com excelência, pois na minha opinião um Facility Manager trabalha para que as pessoas brilhem, atuando nos ambientes construídos. Vamos lá!

Durante meu trabalho numa empresa química de fragrâncias e aromas, por mais de uma década, enfrentei um grande desafio no final dos anos 2000 quando participei do desenvolvimento de um novo centro de laboratórios para a América Latina em Cotia/SP. Esse projeto inovador adotou um modelo Built to Suit. Colaborei com o Project Manager, aplicando todo meu conhecimento de Facilities Management para facilitar a manutenção, limpeza, segurança e operação do edifício. Foi a primeira vez que participei desde o início de um projeto, tomando decisões que impactariam as décadas seguintes de existência daquele centro de excelência.

O resultado foi um edifício sustentável, premiado pela ABRAVA por seu sistema de ar condicionado eficiente, que utiliza água de chuva nos sanitários e mictórios sem água, e possui um BMS que facilita a manutenção. Participei nos mínimos detalhes, elaborando com a equipe de projeto os melhores traçados para, por exemplo, as tubulações de elétrica e dados dentro do forro, permitindo uma manutenção fácil e mais barata. Essa edificação, concluída em 2009, é motivo de orgulho para mim.

Outro projeto que gostaria de destacar foi desenvolvido na Cidade do México, onde o desafio consistia em mudar os escritórios e laboratórios da empresa de um edifício próprio, com mais de 20 anos de ocupação, para um prédio corporativo onde ocuparíamos três andares numa torre recém-construída. O desafio era o change management. Iríamos sair de um ambiente com mesas de trabalho designadas e salas fechadas (acredite, até mesmo assistentes e estagiários possuíam sala fechada) para um modelo ABW – Activity Based Working – onde ninguém teria lugar fixo e haveria menos postos de trabalho do que pessoas. Isso era muito comum hoje, mas não em 2014, quando iniciamos o projeto.

Enfrentei um desafio cultural significativo ao apresentar o projeto aos líderes, acostumados a um modelo antigo por muitos anos. Refleti bastante e, para reverter essa resistência, comecei a apresentar o conceito e suas vantagens, enfatizando o aumento da colaboração. Realizamos workshops, demonstrando as vantagens do ABW e mostrando como isso seria benéfico para a empresa ao aumentar o engajamento com as novas formas de trabalhar, atraindo também novas gerações ao mercado de trabalho.

Enfatizamos a quebra de barreiras hierárquicas entre as pessoas por não haver mais uma porta entre elas. O projeto foi aprovado e realizamos a mudança para o novo escritório e laboratório. Cerca de três meses depois, enquanto circulava pelo local, um dos diretores me encontrou e disse: “Mauro, parabéns! Eu fui contra esse projeto, você sabe, esse espaço aberto com as pessoas sentadas sem hierarquia e sem salas privativas, mas hoje percebo o quanto é benéfico. As pessoas conversam comigo muito mais do que antes. Elas sabem quando estou disponível e já se sentam ao meu lado, compartilhando ideias entre si, o que melhora os negócios da empresa.” Não poderia estar mais satisfeito! Hoje em dia, falamos muito da importância dos escritórios como locais onde a cultura da empresa se materializa e onde ocorrem interações importantes entre as pessoas.

Também quero destacar outro projeto que foi desafiador por causa da pandemia. Quando iniciei em 2019 na empresa farmacêutica atual, notei um descompasso em um escritório que, apesar de ter poucos anos, ainda era muito fechado, com estações de trabalho de divisórias altas e algumas salas privativas de diretores, além de estações de trabalho nomeadas. Quando me perguntaram como queria o meu nome na plaquinha da minha mesa, respondi: “coloque facilities”, pois é o nosso departamento e faríamos isso com todos para dar o exemplo.

Depois disso, comecei a conversar com vários líderes da empresa para mudar essa configuração e, em dezembro daquele ano, consegui aprovar um projeto para uma reforma renovadora. Estávamos todos preparados para iniciar a obra quando, em março de 2020, a pandemia de COVID-19 chegou! Tivemos que organizar uma obra sem aglomerações de pessoas, com máscaras, álcool em gel e protocolos de segurança. Graças a uma excelente organização, tudo correu bem e terminamos a obra sem ninguém ficar doente. Todo o setor de FM saiu fortalecido da pandemia, o que mudou nosso relacionamento com a liderança das empresas.

Hoje estamos felizes, trabalhando em um escritório muito mais moderno, que permite uma interação muito mais intensa entre os grupos de trabalho, entre as pessoas e os departamentos, proporcionando uma colaboração mais intensa e oportunidades de encontrar e conversar com as pessoas, potencializando o relacionamento humano. Como exemplo, nossa área de café, que antes era pequena e desencorajava uma permanência maior, agora oferece um ambiente agradável que convida a relaxar e interagir, além de contar com plantas adicionadas por todo o escritório, trazendo mais leveza e bem-estar para todos.

Outro tema sempre importante para mim é o meio ambiente e a sustentabilidade. Nas minhas atuações profissionais, sempre persegui um grande compromisso de respeito ao meio ambiente, através de iniciativas ligadas à reciclagem, eficiência energética e uso racional de água, entre outros. Parece redundante falar desse assunto hoje em dia, mas acreditem, ainda temos muito o que desenvolver para tornar nossos ambientes de trabalho mais sustentáveis e inclusivos para todos. Um dos últimos projetos que implementei foi a instalação de iluminação LED com automação do ciclo circadiano, combinando economia de energia com o bem-estar proporcionado pela luz que imita a cor do sol, ajustando o ritmo biológico, descansando as pessoas e melhorando até o sono.

Por último, quero compartilhar com todos os profissionais o meu orgulho em ter ajudado a fundar a ABRAFAC, nossa associação profissional que completará 20 anos em 2024 e representa todos nós no mercado de FM. Através dessa entidade, o mercado melhorou, os profissionais evoluíram e crescemos juntos. Com eventos, discussões de alto nível e muito networking, conseguimos conquistar nosso espaço e ganhamos assento na mesa de liderança das empresas.

Eu, humildemente, escrevi um pequeno capítulo dessa história do FM no Brasil, mas acima de tudo, espero ter contribuído para o bem-estar das pessoas e a melhoria dos negócios nas empresas onde atuei e atuo. Vamos em frente que muito temos por fazer! Grande abraço e nos vemos por aí!


Veja também

Conteúdos que gostaríamos de sugerir para a sua leitura.

Envie os nossos conteúdos por e-mail. Utilize o formulário abaixo e compartilhe os link deste conteúdo com outros profissionais. Aproveite e escreve uma mensagem bacana.

Faça uma busca


Tendências de ESG em Hospitais

Mais lidas da semana

Operações

Cinco passos para humanizar a gestão de terceirizados

Wellington Idalino da Silva, coordenador de manutenção e professor de Facilities Management, explora benefícios da gestão mais estratégica e humanizada.

Workplace

Como Mercado Livre reinventou espaço de trabalho com conceito híbrido

Manager of Real Estate da empresa compartilha detalhes da reforma da Melicidade.

Operações

Método de incorporação dos critérios ESG nos processos decisórios

Apesar de convergências, ainda não há consenso sobre o que priorizar nos critérios de ESG. Leia o segundo artigo da série "A corda bamba do ESG.

Mercado

Conheça como a Toyota revoluciona área de Facilities Management

Nova Head de Facilities da multinacional fala sobre cases da carreira e novos desafios.

Sugestões da Redação

Revista InfraFM

Legado para os brasileiros e para o planeta

Diretor Executivo do Centro de Serviços Compartilhados da Globo compartilha insights sobre inovação.

Revista InfraFM

Center Norte investe em expansão, novas tecnologias e certificação ISO 41001

Em entrevista exclusiva, equipe de Facilities Management e de Projetos da Cidade Center Norte fala sobre desafios do processo de modernização.

Revista InfraFM

Por qual ângulo devemos enxergar as fazendas verticais?

Conceito chamou a atenção na metade da década passada, mas a empolgação vingou?

Revista InfraFM

Novo escritório da Sabesp aposta em espaços abertos e integrados

Saiba como o projeto atende novas demandas, com espaços para descompressão, reuniões rápidas e informais.

 
Dúvidas sobre os EVENTOS?
Fale com a nossa equipe pelo WhatsAPP