Auri Faria Lima: desde compra dos terrenos até construção de quase 14 mil m² de área locável

Renato Auriemo compartilha jornada de 10 anos entre planejamento e finalização da obra, assim como a conquista das certificações LEED Gold e HBC do empreendimento inteligente.

Por Natalia Gonçalves
Auri Faria Lima: desde a compra dos terrenos até a construção de quase 14 mil m² de área locável

Foto: Divulgação

Desde a compra do primeiro terreno, foram dez anos para o desenvolvimento e construção do Auri Faria Lima. O projeto enfrentou diversos desafios que resultaram, como brinca Renato Auriemo, em "muita queda de cabelo", mas o empreendimento é a realização de um sonho e um vislumbre da combinação entre o clássico e o moderno.

Segundo Auriemo, a ideia era criar uma arquitetura atemporal. Para isso, a construtora RMA, da qual Renato é sócio, realizou soluções únicas para o empreendimento - desde os caixilhos, fachadas, forros até o inovador sistema de luminotécnica. Como resultado dos investimentos e atenção aos detalhes, o prédio recebeu as certificações LEED Gold e HBC, sendo reconhecido pelo Internacional Properties Award antes mesmo da inauguração.

Hoje, o prédio que, como o nome indica, se localiza no coração da Faria Lima, é conhecido por seus mais de 14.000m de área locável, 2.400m de área para eventos, um teatro com capacidade para 390 pessoas e um restaurante/bar.

Ainda, o edifício utiliza do Sistema de Automação e Supervisão Predial (SASP) que permite monitoramento e controle, de modo centralizado, dos sistemas de elétrica, hidráulica e ar-condicionado. Com oito pavimentos de lajes corporativas, o empreendimento conta com 13.959,97 m² de área locável. Mas, afinal, qual foi o processo para a construção do Auri Faria Lima?

Expansão do terreno e um presente para a cidade

Ao longo da concepção do projeto era comum, por exemplo, o surgimento de referências do exterior para o design do empreendimento. “Então, a gente acabou desenvolvendo soluções similares com fornecedores locais. Isso demandou um trabalho muito intenso e imersivo de todo o time da RMA junto aos fornecedores escolhidos. Realizamos vários protótipos para a fachada, luminárias, forros, acabamentos, pisos e sistema de automação", lembra Auriemo.

De acordo com o profissional, essa busca incansável pela qualidade fica evidente na entrega do empreendimento, mas, durante todo o processo é normal as pessoas tentarem o caminho mais fácil e simplificarem o produto. O foco na construção do Auri, porém, sempre foi a qualidade e fazer um produto atemporal. Neste sentido, um dos maiores desafios foi a escolha de fornecedores, planejamento de tempo e conseguir manter a equipe motivada.

Para Renato, o atraso na entrega, de um ano, se justifica no comprometimento da construtora em inovar, além da pandemia que enfrentaram no meio da construção. “No nosso caso, como é um prédio atemporal, a gente fez com muita preocupação de ser realmente de fácil manutenção, com poucos problemas pós-obra e, principalmente, para que o usuário entenda e perceba essa característica de ser um prédio único”, comenta.

A RMA preservou a qualidade. “Então, logo que você toma essa decisão, desde o início, de que na dúvida você vai para a qualidade, naturalmente, alguns prazos acabam se esticando”, afirma o empresário. Além disso, outro motivo para o aumento do prazo de entrega foi a intenção de expandir a área verde do empreendimento com a compra de terrenos vizinhos.

“A gente não se arrepende. Sendo bem sincero, foi melhor deixar um ano a mais de construção, privilegiando sempre a qualidade. Tudo o que a gente entregou ou está igual ou está acima do que estava especificado nos projetos originais”, destaca Auriemo. Com relação à possibilidade de expansão do empreendimento, houve a compra de dois terrenos vizinhos para a construção de um jardim que será um presente para a cidade.

Auri Faria Lima: desde a compra dos terrenos até a construção de quase 14 mil m² de área locável

Foto: Divulgação


Do planejamento a entrega para além do comercial

Há mais de uma década, a RMA iniciou o processo de compras de terrenos para a construção do Auri Faria Lima. Já em 2012, começaram a desenvolver um primeiro projeto, mas, antes, tinham que comprar o terreno que complementava a área. “A gente vinha tentando comprar há muito tempo, era o primeiro terreno que a gente queria comprar, tinha sancionamento, mas a gente não conseguia. Nesse processo, tiveram vários leilões para a compra”, relembra Renato.

Quando chegava o dia do leilão, a família proprietária do terreno brigava entre eles e o leilão não acontecia. Já desgastado de ir até o leilão e ele não acontecer, Auriemo foi convencido pelo irmão, também sócio no empreendimento, a comparecer mais uma vez. Como em uma cena de filme, assim que foi dado o primeiro lance, a família começou a discutir. No entanto, desta vez, o juiz interveio e conseguiu acalmá-los, possibilitando a compra do terreno.

“Assim, a gente conseguiu incorporar o teatro, a área de eventos, o restaurante, e finalmente fazer o projeto que a gente sempre sonhou. Então, acabou demorando um pouquinho mais. A partir do momento que compramos o último terreno, foram seis anos, entre projeto, aprovações e construção”, diz.

Com acesso separado da torre corporativa, o teatro foi a realização de um sonho a parte, sendo uma homenagem à mãe do Renato. Compositora, cantora e escritora, Dulce Auriemo apresentou aos filhos, desde pequenos, o universo da arte. Hoje, o teatro leva o nome dela. Nessa entrega, existe o lado comercial, o aspecto emocional, familiar, mas, principalmente, a intenção de presentear a cidade através do fortalecimento de seu lado cultural.

Auri Faria Lima: desde a compra dos terrenos até a construção de quase 14 mil m² de área locável

Foto: Divulgação


Prédio inteligente e a felicidade no trabalho

"Queremos oferecer um ambiente de trabalho e convivência gostoso, que ofereça qualidade de vida e que as pessoas possam trabalhar mais felizes", frisa Auriemo.

Desde o início, houve a preocupação com a experiência do usuário, para que o empreendimento fosse eficiente, tecnológico e flexível. Para dar um exemplo, Auriemo fala sobre como o prédio realiza a renovação do ar, de cada andar, em 47 minutos, sendo um dos fatores considerados para a conquista da certificação HBC, que avalia a "saudabilidade" do empreendimento.

Além de todos os cuidados que o Auri Faria Lima oferecerá a seus usuários, uma parceria com a WiseOffices irá complementar e facilitar o dia a dia de seus usuários. O aplicativo de gestão de espaços de trabalho, salas de reunião, vagas de estacionamento, vai possibilitar o uso do empreendimento sem fricção, automatizando todos os pontos de contato do usuário, além da prestação de diversos serviços.

Gostaria de conhecer o Auri Faria Lima de perto? A Visita Técnica ao empreendimento é uma das vantagens do 19º Congresso InfraFM, mas as inscrições são por ordem de inscrição. Não perca essa oportunidade! Participe do maior evento para profissionais do setor de Facility, Property e Workplace Management da América Latina, que acontece nos dias 3, 4 e 5 de junho de 2024. Garanta a sua vaga aqui.

Confira mais imagens do Auri Faria Lima

Auri Faria Lima: desde a compra dos terrenos até a construção de quase 14 mil m² de área locável

Foto: Divulgação

Auri Faria Lima: desde a compra dos terrenos até a construção de quase 14 mil m² de área locável

Foto: Divulgação


Auri Faria Lima: desde a compra dos terrenos até a construção de quase 14 mil m² de área locável

Foto: Divulgação


Auri Faria Lima: desde a compra dos terrenos até a construção de quase 14 mil m² de área locável

Foto: Divulgação


Auri Faria Lima: desde a compra dos terrenos até a construção de quase 14 mil m² de área locável

Foto: Divulgação

Veja também

Conteúdos que gostaríamos de sugerir para a sua leitura.

Envie os nossos conteúdos por e-mail. Utilize o formulário abaixo e compartilhe os link deste conteúdo com outros profissionais. Aproveite e escreve uma mensagem bacana.

Faça uma busca

Mais lidas da semana

Operações

Como Centro de Distribuição da Unilever conquistou LEED Platinum

Confira quatro práticas da multinacional e garanta insights sobre gestão sustentável.

UrbanFM

"São Paulo é uma máquina de geração de tempo perdido", afirma professora da USP

Entenda quais são os desafios para implementação de novos caminhos na capital paulista.

Mercado

Brasil ultrapassa os 2,5 milhões de sistemas solares fotovoltaicos em casas

Inversores híbridos são os mais indicados para as regiões Norte e Nordeste

Carreira

David Douek fala sobre pioneirismo na construção sustentável brasileira

Empresário percebeu mudança no setor imobiliário ao final dos anos 2000. Confira entrevista exclusiva sobre construção de carreira, especializações em Green Buildings e práticas sustentáveis.

Sugestões da Redação

Revista InfraFM

Legado para os brasileiros e para o planeta

Diretor Executivo do Centro de Serviços Compartilhados da Globo compartilha insights sobre inovação.

Revista InfraFM

Center Norte investe em expansão, novas tecnologias e certificação ISO 41001

Em entrevista exclusiva, equipe de Facilities Management e de Projetos da Cidade Center Norte fala sobre desafios do processo de modernização.

Revista InfraFM

Por qual ângulo devemos enxergar as fazendas verticais?

Conceito chamou a atenção na metade da década passada, mas a empolgação vingou?

Revista InfraFM

Novo escritório da Sabesp aposta em espaços abertos e integrados

Saiba como o projeto atende novas demandas, com espaços para descompressão, reuniões rápidas e informais.

 
Dúvidas sobre os EVENTOS?
Fale com a nossa equipe pelo WhatsAPP