Vozes em Facilities Management

Um marco histórico, esta edição especial de 25 anos traz histórias empoderadas de vozes do setor que contam suas realizações no setor de FM.

Por Léa Lobo

Vozes em Facilities Management - Léa Lobo e Nelson Ribeiro

Léa Lobo e Luiz Nelson Ribeiro, fundadores da InfraFM. Foto: InfraFM


Comemorando um marco histórico, esta edição especial de 25 anos da revista InfraFM, — somada as 241 edições ao longo deste período — se apresenta como um rico conteúdo das  realizações e perspectivas no campo do FM. Esta seção traz mais 25 entrevistas exclusivas com profissionais brilhantes, cujas atuações têm moldado um mercado em constante evolução. As conversas iluminam a história, exploram desafios e trazem insights para os novos entrantes da profissão.

Neste compêndio diversificado de vozes, cada participante compartilha experiências valiosas de momentos cruciais em suas carreiras. Em um período de transformações sem precedentes, impulsionadas pela pandemia de Covid-19, avanços tecnológicos, a popularização do trabalho remoto e a necessidade urgente de soluções sustentáveis e climáticas, o gerenciamento de crises, essas narrativas ressaltam a grande importância do profissional que atua em FM na gestão de espaços e, principalmente, no bem-estar bem das pessoas, dentro das organizações empresariais.

As entrevistas oferecem insights profundos sobre a evolução dos profissionais, abrindo uma janela para o desenvolvimento conceitual e prático da gestão ao longo dos últimos 25 anos. Essas perspectivas, juntamente com as experiências e conquistas de nossos entrevistados honram o legado da profissão. 

Ao celebrar este significativo aniversário, a revista InfraFM não apenas ressalta as realizações profissionais, mas também reafirma a importância de continuar a narrativa sobre a origem e evolução do FM, inspirando e orientando futuras gerações nessa cadeira do conhecimento tão necessária dentro das organizações empresariais, públicas e privadas.

Destaca-se também a contribuição da ABRAFAC, que tem sido um agente na promoção do conhecimento e na interação da comunidade, através de seus comitês dedicados  e sendo reconhecida como agente aglutinador em suas diversas frentes a exemplo da Certificação C11.FM e na participação como voluntária no Comitê da norma ABNT ISO 41.000 Facility Management. O trabalho da entidade também foi crucial na obtenção do reconhecimento oficial da profissão, culminando com a inclusão de um novo código 1421-40 na Classificação Brasileira de Ocupações (CBO).

Somos gratos por todo o trabalho dedicado ao longo desses 25 anos e trazemos como slogan: “InfraFM, conectando profissionais de Facilities Management em qualquer lugar, a qualquer hora, com conteúdo de qualidade e oportunidades de networking excepcionais. Assim, cada uma das 242 edições reflete o compromisso constante da InfraFM com a qualidade, baseado nas contribuições valiosas de cada um dos seus entrevistados.Esse esforço coletivo não apenas sublinha a relevância do setor, mas também impulsiona a profissionalização e o reconhecimento da atividade de FM em nosso país. A todos que, sem exceção, compartilharam suas visões e conhecimentos através dessas páginas e participaram de nossa jornada, expresso meu especial agradecimento! 

Para reconhecer o valor da ‘tribo de FM’, apresento uma entrevista exclusiva com um dos grandes pilares do desenvolvimento do setor e, na sequência, o leitor acompanha 25 histórias únicas, que servem de combustível para cada um de nós.

 

A jornada de um mestre visionário

Vamos conhecer um pouco sobre a transformação no Facility Management no Brasil com a contribuição do Prof. Dr. Moacyr E. A. da Graça, que é professor na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP) desde 1975

Moacyr Graça


No Brasil, o segmento de Facility Management foi profundamente influenciado por este mestre singular e proeminente. Tudo começou com a criação de um curso pioneiro de MBA em Gerenciamento de Facilidades em 2002 na Escola Politécnica da USP (Poli/USP). Este programa, que agora celebra mais de duas décadas de existência, foi a faísca inicial para uma série de desenvolvimentos substanciais no campo do FM. Moacyr relembra: “Quando iniciamos o MBA, estávamos conscientes de que plantávamos uma semente significativa. No entanto, jamais poderíamos prever o desenvolvimento impressionante que ela alcançaria. É importante destacar que, ao longo de mais de duas décadas, o curso de MBA da Poli/USP gerou inúmeras monografias. Esses trabalhos, disponíveis no site da instituição, abordam uma variedade de temas que têm sido fundamentais para a disseminação de práticas inovadoras e para o desenvolvimento sustentável do setor”.

Logo nos primeiros anos, em 2004, surgiu a Associação Brasileira de Facility Management (ABRAFAC), que este ano completa 20 anos, marcando um ponto de virada significativo para o setor. A entidade, formada por uma coalizão com cerca de 60 profissionais, incluindo alunos do MBA, gestores dos grupos GAS, GRUPAS e entusiastas da área, rapidamente se tornou um pilar para o desenvolvimento de práticas e a expansão da rede profissional no Brasil. “A fundação da entidade foi um marco, trazendo grande impacto para o setor. Ela não apenas uniu os profissionais da área, mas também posicionou a entidade como um local de prática e discussão sobre a atividade no país”, explica Moacyr.

A visibilidade internacional não demorou a chegar. Em 2010, o Departamento de Engenharia de Construção da Escola Politécnica da USP (Poli/USP) sediou a conferência do CIB W070 (International Conference in Facilities Management). “Esta reunião foi o primeiro grande evento internacional de FM que houve no Brasil”, relembra o mestre. Esse evento ampliou as fronteiras de interação e colaboração, proporcionando um intercâmbio enriquecedor com profissionais e acadêmicos de outros países. “Participar como anfitrião e chairman desta conferência e hospedar o evento em São Paulo foi uma experiência extraordinária que nos permitiu fortalecer laços com a comunidade global e trazer novas perspectivas para o Brasil,” ressalta Moacyr.

Após inúmeras conversas com o coordenador do ISO/TC267, Stan Mitchell, o professor encaminhou proposta para a ABNT para criação e viabilização da ABNT/CEE-267: Comissão de Estudo Especial – Facility Management, que foi instalado no dia 30 de novembro de 2017. Passamos também a participar do comitê da ISO/TC 267 - Facility Management, que é o comitê internacional. Este esforço culminou na implementação da série ABNT ISO 41000 Facility Management, que é um divisor de águas para a prática de FM no Brasil.

Ainda ressaltando a importância dos trabalhos da normalização, por iniciativa de membros do CIB W070 e do ISO TC-267, formou-se um grupo integrado pelo professor Moacyr da Graça, Susanne Balslev Nielsen, Nora Johanne Klungseth e Sarel Lavy. Esse grupo viabilizou a realização de uma reunião conjunta em maio de 2023, em Trondheim, Noruega, onde também esteve presente Frederico Behmer, que é o lider das atividades de comunicação da ABNT CEE-267. Este mesmo grupo foi responsável pela publicação de uma edição especial sobre pesquisa e FM no periódico Facilities da Emerald Publishing, volume 41, publicado em abril/2023.

Em outubro de 2021, o professor foi convidado para ser membro do Research Advisory Committee (RAC) da IFMA. “Eles criaram este comitê de aconselhamento para pesquisa e isso tem sido muito interessante para sabermos o que está acontecendo no mundo inteiro. O RAC definiu três grandes linhas básicas para investimentos e para trabalhar em pesquisa. Uma é sustentabilidade, outra é tecnologia e a terceira é trabalho remoto”, pontua.

Vale destacar que durante o Fórum Internacional em Facility Management 2022 (agosto), realizado em São Paulo e patrocinado pela ABRALIMP, liderado pelo mestre em conjunto com acadêmicos, líderes e especialistas, refletiu-se sobre o futuro da profissão de Facility Management (FM). Estas reflexões foram condensadas na “Carta de São Paulo”, que destaca 32 pontos-chave distribuídos em seis macro tópicos essenciais para orientar práticas profissionais de FM. 
A carta reflete as opiniões e pontos de vista pessoais dos seguintes acadêmicos: Prof. Dr. Brian Atkin, Reino Unido; MSC Ricardo Crepaldi, Brasil; Paul Doherty, IFMA Fellow; Prof. Dr. Moacyr da Graça, Brasil; Prof. Dr. Sarel Lavy, Estados Unidos; Prof. Dra. Suvi Nenonen, Finlândia; Collins Osayamwen, Nigéria; Helgard Pienaar, África do Sul; Ted Ritter, Estados Unidos; Michel Theriault, Canadá; e Duncan Waddell, Austrália.

 

Aqui está um resumo dos principais tópicos da Carta: 

1. Educação:
- É crucial reconhecer a evolução de FM para potencializar o crescimento e desenvolvimento da profissão;
- Investimentos em educação são necessários para preparar futuras gerações de Facilities Managers, com foco em tecnologia, liderança e visão de negócios.

2. Pessoas:
- FM deve focar na melhoria contínua da qualidade de vida no ambiente de trabalho, priorizando o bem-estar e a experiência do usuário;
- A pandemia proporcionou a oportunidade de repensar o local de trabalho, tornando-o mais humano e centrado no bem-estar dos funcionários.

3. Locais:
- Os Facilities Managers devem participar ativamente nas discussões sobre manutenção e serviço de ativos de capital, especialmente com o crescimento da industrialização;
- O local de trabalho é visto como um sistema integrado que inclui aspectos físicos, digitais, sociais e mentais, exigindo uma colaboração estreita com RH e TIC.

4. Processos:
- O FM deve sempre agregar valor e apoiar o negócio principal, com a estratégia de FM alinhada aos objetivos organizacionais;
- A profissão de FM está ganhando reconhecimento em economias emergentes, especialmente na África, e deve ser envolvida em decisões estratégicas.

5. Normalização:
- As normas ISO 41000 são cruciais para a profissionalização de FM, proporcionando um framework para práticas consistentes e reconhecidas internacionalmente;
- A norma ISO 41001, em particular, serve como um agente de mudança, garantindo que a prática de FM atenda a padrões internacionais.

6. Tecnologia:
- Os Facilities Managers devem entender e integrar as tecnologias emergentes, como blockchain e realidades virtuais, para melhorar as operações de FM;
- A tecnologia está redefinindo FM, e é essencial que os profissionais acompanhem e implementem inovações para eficiência operacional.

A sustentabilidade, qualidade, risco e identidade corporativa são os temas transversais aos seis tópicos, enfatizando os princípios que devem orientar as práticas de FM para o futuro. A carta conclui com um apelo aos profissionais de FM para adotar esses princípios e estratégias em suas práticas diárias, ajudando a moldar uma profissão de FM mais dinâmica e responsiva às necessidades modernas.

E dando continuidade sobre a importância de observar o que acontece no mundo, neste intercâmbio de conhecimentos, que em dezembro de 2023, o professor apresentou a reformulação do MBA em Gerenciamento de Facilidades, agora denominado de Gerenciamento de Facilidades Corporativas, ampliando seu foco incluindo Corporate Real Estate Management e Workplace Management para atender às demandas emergentes do mercado e preparar líderes para o setor em franco crescimento. O currículo foi expandido para incluir 16 disciplinas que cobrem desde gestão de portfólios até governança corporativa sustentável, totalizando 384 horas de aula.

A contribuição do mestre não se limita às conquistas passadas. Ele continua a inspirar novas gerações, oferecendo uma perspectiva valiosa sobre as mudanças do setor e a necessidade de adaptação contínua. Facility Management é uma disciplina dinâmica. Precisamos estar sempre atentos às mudanças e prontos para adaptar nossas estratégias e operações”, afirma ele. Além de compartilhar seu conhecimento através de mais de 150 palestras em eventos, o professor continua deixando insights adicionais: 

- A exploração rápida da tecnologia é crucial para o gerenciamento de facilidades, afetando diretamente a competitividade da operação empresarial. Profissionais do setor devem entender o conceito de “Bits, Bricks, and Behavior” (BBB), que enfatiza a importância da tecnologia, infraestrutura física e comportamento organizacional. Além disso, as funções centrais de qualidade, sustentabilidade, risco e identidade corporativa são essenciais para a atuação eficaz do Facility Manager;

- Os profissionais do setor devem pensar em seu desenvolvimento pessoal a curto, médio e longo prazo, ultrapassando soluções imediatas para focar em crescimento sustentável na carreira. Isso envolve ascender de níveis operacionais a estratégicos através de etapas bem definidas de competências e responsabilidades;

- A essência da gestão de facilidades não reside na operação diária, mas no planejamento estratégico, exigindo que os profissionais aprimorem continuamente suas habilidades de planejamento;

- Importante também é a “learnability”, a capacidade de aprender constantemente, que é crucial para se adaptar e prosperar no setor. É necessário se atualizar, participar dos eventos, dos grupos, caso contrário ficará tão desatualizado quanto muitas organizações atualmente;

- A habilidade em lidar com pessoas é fundamental, dada a natureza interativa do trabalho em gestão de facilidades, que frequentemente envolve interações diretas com clientes e funcionários. 

- A integridade é uma qualidade indispensável no setor de gerenciamento de facilidades, dada a diversidade e a escala das operações que podem envolver significativas movimentações financeiras e interações humanas. Princípios éticos firmes são necessários para sustentar uma carreira longa e respeitável na área.

Refletindo sobre sua jornada, o professor se mostra satisfeito com o progresso observado: “Ver o impacto do nosso trabalho é gratificante. O MBA e as iniciativas que surgiram dele não apenas formaram profissionais competentes, mas também transformaram a prática de Facility Management no Brasil”. Com olhos voltados para o futuro, ele continua a advogar por um profissional mais estratégico, integrado e alinhado com as práticas globais e incorruptíveis. A história do professor Moacyr no Facility Management é um testemunho do poder da educação, da inovação e da colaboração internacional. Ele não apenas testemunhou a evolução do setor no Brasil, como também foi um dos seus principais arquitetos, deixando um legado duradouro que continuará a influenciar o campo por muitos anos.


Veja também

Conteúdos que gostaríamos de sugerir para a sua leitura.

Envie os nossos conteúdos por e-mail. Utilize o formulário abaixo e compartilhe os link deste conteúdo com outros profissionais. Aproveite e escreve uma mensagem bacana.

Faça uma busca

Mais lidas da semana

Operações

Como Centro de Distribuição da Unilever conquistou LEED Platinum

Confira quatro práticas da multinacional e garanta insights sobre gestão sustentável.

UrbanFM

"São Paulo é uma máquina de geração de tempo perdido", afirma professora da USP

Entenda quais são os desafios para implementação de novos caminhos na capital paulista.

Mercado

Brasil ultrapassa os 2,5 milhões de sistemas solares fotovoltaicos em casas

Inversores híbridos são os mais indicados para as regiões Norte e Nordeste

Carreira

David Douek fala sobre pioneirismo na construção sustentável brasileira

Empresário percebeu mudança no setor imobiliário ao final dos anos 2000. Confira entrevista exclusiva sobre construção de carreira, especializações em Green Buildings e práticas sustentáveis.

Sugestões da Redação

Revista InfraFM

Legado para os brasileiros e para o planeta

Diretor Executivo do Centro de Serviços Compartilhados da Globo compartilha insights sobre inovação.

Revista InfraFM

Center Norte investe em expansão, novas tecnologias e certificação ISO 41001

Em entrevista exclusiva, equipe de Facilities Management e de Projetos da Cidade Center Norte fala sobre desafios do processo de modernização.

Revista InfraFM

Por qual ângulo devemos enxergar as fazendas verticais?

Conceito chamou a atenção na metade da década passada, mas a empolgação vingou?

Revista InfraFM

Novo escritório da Sabesp aposta em espaços abertos e integrados

Saiba como o projeto atende novas demandas, com espaços para descompressão, reuniões rápidas e informais.

 
Dúvidas sobre os EVENTOS?
Fale com a nossa equipe pelo WhatsAPP