Gestão de Portfólio Imobiliário
 

Qual o futuro dos escritórios?

Pesquisa indica pontos que serão tendência ao longo de 2024.

Por Mateus Murozaki

Qual o dia da semana com maior taxa de vacância?

Foto: Divulgação

A tendência para escritórios em 2024 é a de ambientes mais funcionais. A informação vem da Minimal+ Designs Para Escritórios, empresa focada em mobiliário corporativo, que, em um release, aponta como, cada vez mais, haverá foco em ergonomia, sustentabilidade e integração tecnológica.

Isso, claro, vai se encontro à vida pós-pandemia, onde o conceito de “escritório” precisou se reinventar frente ao fortalecimento de modelos como o híbrido ou o home office. Muitos ainda estão tentando encontrar uma maneira de fazer o colaborador pegar gosto de ir ao local de trabalho, com o mobiliário sendo um fator determinante nisso.

“Nós somos flexíveis pra fazer móveis especiais, por isso que falamos que nós somos uma alfaiataria, a gente veste o escritório…”, comenta Eduardo Martinhão, CEO da Minimal.

A empresa elencou outras tendências que vem moldando o mercado de móveis corporativos:

- Personalização: muito importante no que tange a individualidade, com opções de configuração flexíveis até a escolha de cores e acabamentos;

- Flexibilidade: é necessário acomodar diferentes estilos de trabalhos e necessidades da equipe, logo, móveis modulares e multifuncionais são grandes aliados na criação de ambientes versáteis;

- Tecnologia Integrada: como todos os aspectos do mercado, a tecnologia também se encontra presente e em força nos móveis, integrando, por exemplo, soluções inteligentes para carregamento sem fio, gerenciamento de cabos e conectividade;

- Bem-Estar: os famosos móveis ergonômicos que evitam tensões e lesões dos colaboradores, garantindo o conforto dos usuários;

- Espaço Colaborativo: uma tendência forte dos espaços de trabalho no pós pandemia, criar um senso coletivo através de mesas compartilhadas, por exemplo, é uma abordagem extremamente eficiente. Para um trabalho mais isolado, há o advento das cabines de privacidade ou mesas individuais. De acordo com Eduardo, essa é a maior diferença dos escritórios pré e pós-2020.

Martinhão explica que esses pontos são levantados refletindo o mercado europeu que, na opinião dele, é uma grande referência no que tange as tendências de design brasileiras.

O trabalho em 2024 é volátil

Se há algo que todos os estudos apontam é um caminho coletivamente trilhado onde as amarras de décadas atrás passam a ser quebradas em prol de uma maior liberdade do colaborador. Isso vai além de escritórios: horários de trabalho, por exemplo, também estão lentamente mudando, dando maior espaço para que o colaborador se sinta mais à vontade.

Para acomodar isso, é importante que as empresas estejam alinhadas com o fluxo do mercado. O CEO afirma que confecciona seus móveis através de pesquisas com clientes, buscando entender suas necessidades, e aí então cruza com informações do que está acontecendo no exterior. A partir daí, sai uma peça com um design único.  

Dentre essas peças, a mais popular é a cabine de privacidade. Trata-se de um espaço com isolamento acústico feito para ocasiões em que se precisa de silêncio dentro de um ambiente compartilhado, como reuniões ou ligações. Desde 2019, esse é o carro chefe da empresa e, no Brasil, trata-se de um produto único.

O destaque para produtos como esse sublinha a busca por soluções que atendam às necessidades específicas dos profissionais modernos, destacando-se como uma resposta concreta à demanda por espaços colaborativos e individualizados dentro dos escritórios contemporâneos.



Veja também

Conteúdos que gostaríamos de sugerir para a sua leitura.
Onde está o Facility Manager a bordo?

Juliana Pereira de Siqueira, nova diretora na ABRAFAC, analisa as oportunidades para profissionais de Facility, Property e Workplace Management em cruzeiros.

Envie os nossos conteúdos por e-mail. Utilize o formulário abaixo e compartilhe os link deste conteúdo com outros profissionais. Aproveite e escreve uma mensagem bacana.

Faça uma busca


Rafael Denardin

Mais lidas da semana

Operações

Como a indústria pode se beneficiar das novas tecnologias?

Facility Managers da Bosch e Eurofarma compartilham cases de otimização e eficiência energética no RL Conecta.

Carreira

Nova especialista em FM da Raízen começou a carreira em alimentação

Conheça a trajetória de Aline Cardoso Amá e garanta insights sobre transição de carreira.

UrbanFM

Por que pensar na experiência do usuário? De biblioteca a planejamento urbano

Como arquitetura impacta o comportamento humano para além das paredes dos prédios. Garanta insights sobre projetos personalizados e criação de espaços urbanos de alta qualidade.

Operações

Como um pequeno dispositivo pode acabar com ruídos operacionais e prever afastamentos

Novas soluções podem revolucionar o mercado de Facilities Services.

Sugestões da Redação

Revista InfraFM

25 anos de inovação em FM e minha caminhada com a InfraFM

Aleksander Correa Gomes, Facility Manager na IBM, compartilha como entrou para o universo de FM.

Revista InfraFM

Um caminho gratificante e desafiador em 24 anos na CBRE

Alessandro do Carmo, General Director na CBRE, compartilha desafios da jornada de mais de duas décadas em multinacional.

Revista InfraFM

O Facilities Management como meio de cuidado e de segurança aos pacientes

Alexandre Abdo Agamme, gerente de Infraestrutura do Hospital Edmundo Vasconcelos, fala sobre experiência no segmento hospitalar.

Revista InfraFM

Como a escuta ativa das equipes eleva o desempenho de FM acima dos números

Ana Paula Cassago, especialista em Facility e Workplace Management na JLL, destaca importância da formação de lideranças no setor.

 
Dúvidas sobre os EVENTOS?
Fale com a nossa equipe pelo WhatsAPP