Aeroporto de Salvador estreia tecnologia de reconhecimento facial

home > Índice de Mundo Facility > Conteúdo
 

Aeroporto de Salvador estreia tecnologia de reconhecimento facial

[Vitrine Facilities] Solução da Gunnebo passa a ser utilizada no embarque do passageiro; procedimento é 100% automatizado

Quase um ano depois de obter a homologação do e-Gate ImmSec, portão automatizado para o controle de fronteira e áreas de imigração, no Aeroporto de Salvador, na Bahia, a Gunnebo participa, também na capital baiana, do projeto-piloto Embarque +Seguro, iniciativa do governo federal de embarque aéreo com uso de reconhecimento facial. O objetivo é tornar mais eficiente o processo de embarque nos aeroportos e mais seguras as viagens aéreas.

Após a aprovação dos testes, que ocorreram no dia 14 de dezembro com passageiros reais da Gol em Salvador, a tecnologia deverá ser instalada nos principais aeroportos do país, como Brasília e Galeão, no Rio de Janeiro. O projeto é idealizado pelo Ministério da Infraestrutura, através da Secretaria de Aviação Civil (SAC), em parceria com o Serpro, empresa de inteligência em TI do Governo Federal.

Hoje as verificações nos aeroportos são feitas basicamente em duas etapas. Uma, para entrar na área de embarque, em que o passageiro sai com seu cartão, informa o voo e passa pelas máquinas de raio-x. Depois, para entrar na aeronave, um funcionário da empresa aérea verifica o bilhete no portão de embarque e confere o documento de identidade do passageiro.

No Embarque +Seguro as duas entradas serão usadas por máquinas de biometria facial, sem que documentos sejam trocados manualmente. É o sistema da Gunnebo, conhecido como Self Boarding Gate (SBG), que possibilita o reconhecimento biométrico do passageiro no momento do embarque. "Com a nossa tecnologia o procedimento será 100% automatizado, sem qualquer intervenção humana. A autenticação, por sua vez, é realizada pela base do Serpro, que valida ou não os dados do passageiro", diz Marcelo Andrade, gerente de Desenvolvimento de Produtos da Gunnebo. "Além do fim da preocupação sanitária que vivemos com o coronavírus, a biometria facial traz mais agilidade e segurança às operações. Além disso, oferece toda a rastreabilidade do passageiro, da hora em que ele entrou no avião até o momento do desembarque", completa o executivo.

O Embarque +Seguro, além de comprovar a identidade de quem embarca, garantindo mais segurança aos passageiros, vai reduzir o tempo de espera em filas. O viajante poderá ter acesso, futuramente, às informações sobre a saída do voo e a rota mais rápida para chegar até a área de embarque. "Ganham o turista, que é liberado rapidamente com a automatização do processo de entrada e coleta de dados; o aeroporto, que tem passageiros mais satisfeitos e com mais tempo livre para usufruir da estrutura de serviços e compras, e também as autoridades aeroportuárias, que aumentam a segurança com a integração de tecnologia biométrica", afirma Andrade, da Gunnebo.

Fotos: Ulisses Dumas/Argo Imagens

Envie os nossos conteúdos por e-mail. Utilize o formulário abaixo e compartilhe os link deste conteúdo com outros profissionais. Aproveite e escreve uma mensagem bacana.

Envie os nossos conteúdos por e-mail. Utilize o formulário abaixo e compartilhe os link deste conteúdo com outros profissionais. Aproveite e escreve uma mensagem bacana.

Aproveite para compartilhar conosco o que achou do teor deste conteúdo. Nossa equipe e o mercado querem ouvir a sua opinião. Vamos lá?

Faça uma busca

Acontece

Sugestão da redação

Mundo Facility

Tishman Speyer inicia operação como gestora de fundos imobiliários

Primeiro imóvel a integrar a carteira será edifício-sede da DuPont, em Alphaville

Mundo Facility

Por que me contratar?

Talentos para início imediato na área de Facilities Management - 6ª edição

Mundo Facility

A biossegurança é o caminho para a convivência com a pandemia

"... as empresas precisam rever o papel do FM dentro de seus quadros. Vejo uma onda de 'trocas' de equipe por conta de custos..."

Mundo Facility

Mosaic Fertilizantes incentiva protagonismo feminino na mineração

À frente de diversas iniciativas no setor, companhia tem o objetivo de, até 2025, ter 30% de mulheres em cargos de liderança

Matérias líderes de audiência

Mundo Facility

Tishman Speyer inicia operação como gestora de fundos imobiliários

Primeiro imóvel a integrar a carteira será edifício-sede da DuPont, em Alphaville

Mundo Facility

Por que me contratar?

Talentos para início imediato na área de Facilities Management - 6ª edição

Mundo Facility

A biossegurança é o caminho para a convivência com a pandemia

"... as empresas precisam rever o papel do FM dentro de seus quadros. Vejo uma onda de 'trocas' de equipe por conta de custos..."

Mundo Facility

Mosaic Fertilizantes incentiva protagonismo feminino na mineração

À frente de diversas iniciativas no setor, companhia tem o objetivo de, até 2025, ter 30% de mulheres em cargos de liderança