Entra em operação vertical da Viridi Technologies para energia solar

home > Índice de Mundo Facility > Conteúdo

Eventos 2020 - Embarque nessa com a gente!
 

Entra em operação vertical da Viridi Technologies para energia solar

VBN Renováveis chega entregando soluções inovadoras para empresas de todos os portes, tal como a maior usina sobre telhados do Brasil

Notícia publicada em 27 de agosto de 2019

Viridi Technologies, companhia que pertence ao Grupo A5 e oferece um portfólio completo de soluções de eficiência energética, acaba de anunciar o início das operações comerciais da VBN Renováveis, vertical de negócios voltada à realização de projetos, consultoria e implantação de sistemas de energia solar fotovoltaica de pequeno, médio e grande porte em Geração Distribuída para empresas.

O empreendimento é fruto da união da própria Viridi com a Bluevest Consultoria e a Norr Energia. Juntas as empresas acumulam experiências como a execução do projeto para a loja Stok Center, da rede de supermercados Comercial Zaffari, na cidade de Caixas do Sul, cuja potência alcançada é de 1.400 kWp e é considerada a maior usina fotovoltaica do Estado do Rio Grande do Sul além de ser a maior usina sobre telhado do Brasil.

Com 4.200 painéis solares, a iniciativa suprirá 100% da energia usada pela loja e reduzirá a emissão de 243 toneladas de gás carbônico por ano, o que equivale ao corte de 24.219 árvores e ao abastecimento de 950 residências por ano.

O sócio diretor da VBN Renováveis, Eng. Alexandre Martins, explica que a companhia terá inicialmente dois setores principais de atuação estratégica, que são a construção de Usinas Fotovoltaicas para geração de energia locais ou remotas, em solo ou telhado (UFV) e o desenvolvimento de soluções arquitetônicas inovadoras para aplicações verticais (BIPV - Kromatix) e horizontais (Dual Glass - Almaden) com geração de energia fotovoltaica, em fachadas ou telhados. "O conjunto de competências em torno da VBN é capaz de oferecer soluções em energia solar desenhadas conforme a necessidade de cada cliente, sempre utilizando tecnologias e equipamentos de ponta e excelência", diz.

Martins explica que os clientes da VBN Renováveis são empresas de todos  os setores da economia, seja Industrial, Comércio ou Serviços, tais como Hotéis, Shoppings, Operadores Logísticos, Redes de Varejo e Atacadistas, Igrejas, Bancos, Academias, Escolas e Universidades, Hospitais, Edifícios Corporativos, entre outros, que serão atendidos em formatos customizados à sua necessidade, permitindo que obtenham resultados consistentes.

"No Brasil, empresas de todos os portes e setores sofrem com a variação do custo da energia, o que normalmente ocorre em forma de aumento, causando instabilidade no fluxo de caixa provisionado e sendo necessário repassar preços, diminuindo sua competitividade. O propósito da VBN Renováveis é ajudar seus clientes a obter economia e, principalmente, previsibilidade de custos, aumentando sua capacidade de investimentos com a economia obtida, além do fator sustentabilidade, tema que hoje é pauta prioritária em todas as companhias que crescem ou almejam crescer", complementa. A VBN Renováveis desenvolve soluções turnkey para venda e também investe recursos próprios em usinas para proporcionar economia a seus clientes.

Com os produtos arquitetônicos de geração de energia fotovoltaica, a VBN atende construtoras, escritórios de arquitetura e projetistas de instalações em projetos de obras novas e retrofits.

Para o diretor da Viridi Technologies, Igor Nakamura, o lançamento da VBN Renováveis torna ainda mais robusta e abrangente a oferta da companhia no que se refere à eficiência energética. "Com a VBN acrescentamos a geração de energia limpa e mais barata a todos os esforços que já fazíamos para auxiliar as empresas a obter uma utilização mais eficiente de seus recursos energéticos tradicionais", afirma. 

Somente nos primeiros seis meses de 2019 foi registrado 90% do volume de instalações de sistemas fotovoltaicos acumulados durante todo o ano passado no Brasil segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).  A expectativa é de que este mercado alcance a marca de R$5,2 bilhões de investimentos gerando cerca de 15 mil empregos neste ano segundo as projeções da ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica).

Foto: Divulgação

Envie os nossos conteúdos por e-mail. Utilize o formulário abaixo e compartilhe os link deste conteúdo com outros profissionais. Aproveite e escreve uma mensagem bacana.

Envie os nossos conteúdos por e-mail. Utilize o formulário abaixo e compartilhe os link deste conteúdo com outros profissionais. Aproveite e escreve uma mensagem bacana.

Aproveite para compartilhar conosco o que achou do teor deste conteúdo. Nossa equipe e o mercado querem ouvir a sua opinião. Vamos lá?

Faça uma busca

Acontece

Sugestão da redação

Mundo Facility

Quem tem medo do GDPR?

O Regulamento Geral de Proteção de Dados da União Europeia tem uma compliance rigorosa, mas oferece um padrão de excelência para a privacidade online global

Mundo Facility

Projeto do CPQD de pilotos IoT para cidades inteligentes é aprovado pelo BNDES

Iluminação pública e capacidade de vigilância e monitoramento são os primeiros alvos

Mundo Facility

Banco XCMG inicia operações neste trimestre

Companhia chinesa também pretende ampliar a operação na fábrica de Pouso Alegre

Mundo Facility

O seu é um deles?

Estudo revela que de 100 currículos cerca de 15 recebem maior atenção dos recrutadores

Matérias líderes de audiência

Mundo Facility

Quem tem medo do GDPR?

O Regulamento Geral de Proteção de Dados da União Europeia tem uma compliance rigorosa, mas oferece um padrão de excelência para a privacidade online global

Mundo Facility

Projeto do CPQD de pilotos IoT para cidades inteligentes é aprovado pelo BNDES

Iluminação pública e capacidade de vigilância e monitoramento são os primeiros alvos

Mundo Facility

Banco XCMG inicia operações neste trimestre

Companhia chinesa também pretende ampliar a operação na fábrica de Pouso Alegre

Mundo Facility

O seu é um deles?

Estudo revela que de 100 currículos cerca de 15 recebem maior atenção dos recrutadores