Parte do terreno do antigo Playcenter abrigará o Brasília Square Offices

home > Índice de Mundo Facility > Conteúdo

1º Fórum de FM em hotéis e meios de hospedagem
 

Parte do terreno do antigo Playcenter abrigará o Brasília Square Offices

Por dia, circulam 1,2 milhão de veículos na Marginal Tietê, um dos principais corredores da cidade de São Paulo, segundo a DERSA - Desenvolvimento Rodoviário S/A. É nesta movimentada região que está sendo erguido o Brasília Square Offices, megaempreendimento comercial que leva a assinatura do consórcio formado pela Construtora Alimonti, a EBI - Escritório Brasília de Imóveis e a MC Construtora.

O empreendimento contará com duas torres de 27 andares, em uma área de 14.284,00 m², em parte do terreno onde funcionava o parque de diversões Playcenter. A área é uma das últimas disponíveis na Marginal Tietê para novas construções e a região "será uma nova Faria Lima", segundo investidores.

O projeto do arquiteto Alexandre Milleu compreende 54 lajes corporativas com 900 m² de área útil, cerca de 1.600 vagas de estacionamento, contabilizando três subsolos e três sobressolos, mall de lojas, restaurantes e dois teatros com estacionamento para visitantes. O paisagismo é outro diferencial do projeto e compreende espaços de convivência ao ar livre, praças, bancos e espelhos d'água.

O compromisso da thyssenkrupp em fornecer soluções inovadoras para melhorar a mobilidade urbana das cidades foi determinante para a marca ser escolhida para integrar o projeto, segundo seus executivos. Para o Brasília Square Offices foram comercializados 36 equipamentos, sendo 24 elevadores (12 para cada torre) e 12 escadas rolantes de alta performance. 

Os 24 elevadores do Brasília Square Offices foram desenvolvidos para transportar até 24 passageiros e dez deles possuem velocidade de 5 metros por segundo, ou seja, dos pavimentos extremos, 2° subsolo ao último andar do empreendimento, a viagem levará em média 37 segundos.

Além da velocidade, a operação dos elevadores será mais eficiente com a tecnologia AGILE Antecipação de Chamadas.  A partir de um terminal instalado no hall de entrada do empreendimento e nos pavimentos, os passageiros vão informar o andar de destino e na sequência o sistema indicará qual elevador irá atendê-lo, diminuindo o tempo de espera e de viagem. O sistema também permite agrupar no mesmo elevador as pessoas que vão para o mesmo andar ou próximos, ampliando a capacidade de tráfego, pois os elevadores não param em andares intermediários.    

A thyssenkrupp irá disponibilizar ainda tecnologias "verdes" que garantem a eficiência energética do projeto. Entre elas, o sistema regenerativo que reduz em até 35% o consumo de energia despendido pelos elevadores, máquinas gearless com imãs permanentes, que proporcionam uma economia de energia de até 30% e iluminação LED nas cabinas, que reduz o consumo de energia em até 75% em comparação com as lâmpadas comuns.

Em linha com o alto padrão do corporativo, para integrar a sofisticação e modernidade do empreendimento, as cabinas dos elevadores serão da linha Art Collection, que oferece aos clientes inúmeras possibilidades para decorar e personalizar o elevador, a partir de diversos tipos de materiais, cores e texturas. O design também é diferenciado com cantos retos e botoeiras planas, acompanhando o alinhamento dos painéis, o que torna o ambiente maior, gerando uma sensação de conforto e segurança.

Já as 12 escadas rolantes do modelo Velino completam o portfólio de equipamentos para o empreendimento. O diferencial é o sistema de inversor de frequência de velocidade, cuja tecnologia mantém os equipamentos praticamente parados quando não estão em uso, economizando até 30% de energia. As escadas transportarão 4.700 pessoas por hora a uma velocidade de 0,50 metros por segundo. 

Comentário(s):

Fernando Acédio David - facedio@ig.com.br
Eu sempre acreditei nesta valorização, pois a Marginal Tietê liga as principais rodovias do país, bem como os mais movimentados aeroportos, corredor de transporte de cargas, porém é esquecido pelo poder público, com constantes alagamentos, não há transporte publico de massa (trem ou metrô). Eu aposto nesta valorização.

Envie os nossos conteúdos por e-mail. Utilize o formulário abaixo e compartilhe os link deste conteúdo com outros profissionais. Aproveite e escreve uma mensagem bacana.

Envie os nossos conteúdos por e-mail. Utilize o formulário abaixo e compartilhe os link deste conteúdo com outros profissionais. Aproveite e escreve uma mensagem bacana.

Aproveite para compartilhar conosco o que achou do teor deste conteúdo. Nossa equipe e o mercado querem ouvir a sua opinião. Vamos lá?

Faça uma busca

Acontece nos eventos

Sugestão da redação

Mundo Facility

JHSF lança Fasano Cidade Jardim em São Paulo

Empreendimento terá os serviços e comodidades encontrados nos hotéis do Grupo Fasano e possibilidade de residências em multipropriedade

Mundo Facility

25 anos de histórias que contam a nossa história

Veja a incrível trajetória da Cushman & Wakefield no Brasil

Mundo Facility

Estrela do mar

Maior e mais moderno aeroporto do mundo é inaugurado em Pequim; cerca de 8 mil janelas devem ajudar a economizar energia

Mundo Facility

Dança das Cadeiras - Últimas movimentações

Fique antenado sobre quem entrou e saiu das principais posições do setor de Facility e Property Management e afins

Matérias líderes de audiência

Mundo Facility

JHSF lança Fasano Cidade Jardim em São Paulo

Empreendimento terá os serviços e comodidades encontrados nos hotéis do Grupo Fasano e possibilidade de residências em multipropriedade

Mundo Facility

25 anos de histórias que contam a nossa história

Veja a incrível trajetória da Cushman & Wakefield no Brasil

Mundo Facility

Estrela do mar

Maior e mais moderno aeroporto do mundo é inaugurado em Pequim; cerca de 8 mil janelas devem ajudar a economizar energia

Mundo Facility

Dança das Cadeiras - Últimas movimentações

Fique antenado sobre quem entrou e saiu das principais posições do setor de Facility e Property Management e afins