Tecnologia brasileira em segurança recebe registro de eficiência

home > Índice de Mundo Facility > Conteúdo

HOSPITAIS 2022
 

Tecnologia brasileira em segurança recebe registro de eficiência

Projeto foi validado pelo Hospital das Clínicas da USP

O tema da segurança, no contexto de prevenção e proteção das pessoas e patrimônios em áreas urbanas, é objeto de estudo e pesquisa do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP desde 2015. Durante o período, foram avaliadas diversas iniciativas com o intuito de promover segurança, zeladora e mobilidade urbana na região. Destas, o Totem de Segurança da Helper Tecnologia, empresa paranaense referência em soluções de segurança urbana no país, acaba de receber um registro de eficiência validado pela instituição.

A validação foi concedida após três fases de pesquisa: estudo da região e implantação da tecnologia contemplando a opinião da população e de profissionais de segurança; análise conceitual, com finalidade de verificar na prática as melhorias que o equipamento oferece para a qualidade de vida da comunidade; e medições e impressões pós-período observatório, que analisa de forma mais ampla os níveis de eficiência da tecnologia após dois anos de atuação integrada e participativa com as demais ações em prol da segurança com olhar à qualidade de vida.

"A segurança pública em grandes centros urbanos é uma prioridade para a sociedade. Este trabalho pioneiro do complexo HC-FMUSP no emprego de totens de segurança em áreas de intensa circulação de pessoas é, sem dúvidas, de extrema relevância no avanço do uso da tecnologia em benefício da sociedade", comenta o Professor Doutor da USP, Marcelo Knorich Zuffo. "O Totem de Segurança ali instalado, de forma pioneira na região, eleva a segurança pública a um patamar tecnológico estratégico, no qual monitora o perímetro de forma preventiva e traz eficiente tranquilidade ao mesmo tempo que intimida possíveis delitos no local", diz o Presidente da Associação de Bairro Viva Pacaembu por São Paulo, Fábio Benini Cabral.

Inédita no país, a solução se propõe a atualizar os tradicionais módulos de segurança policiais, otimizando a atuação das forças de segurança. A tecnologia apresenta também um conjunto de câmeras que, a partir de um Centro Integrado de Controle e Comando, permitem monitorar as localidades em 360 graus de forma simultâneas, disponibilizando, entre outras vantagens, o zoom para aproximação da verificação de ocorrências, além de oferecerem um canal de comunicação direto com as forças policiais. Os equipamentos contam ainda com um sistema de giroflex para alertas instantâneos e podem ser programados para repassar mensagens à população.

"Nosso projeto é focado na prevenção e traz um ganho neste sentido. Por ser um totem vertical, ele tem visibilidade e traz mais sensação de segurança. Além disso, o monitoramento contínuo do totem permite que os guardas façam as rondas de forma mais ostensiva e efetiva", explica o Diretor da Helper Tecnologia, Edison Endo. "Estamos muito felizes em saber que a tecnologia do nosso Totem de Segurança foi objeto de estudo e pesquisa recente no maior Complexo de Saúde Pública da América Latina e mais felizes ainda em saber que estamos contribuindo efetivamente na segurança de milhares de pessoas", comemora.

Em Santa Bárbara D'Oeste, no interior de São Paulo, a implementação de 22 totens elevou o município ao 1º lugar do ranking de segurança estadual, segundo o levantamento do Instituto Sou da Paz, com o menor IECV (Índice de Exposição aos Crimes Violentes). "Santa Bárbara D'Oeste é a prova de que com inteligência, planejamento e tecnologia é possível atingir um modelo de segurança de excelência", aponta Endo.

Além do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP), os totens da Helper Tecnologia já estão presentes em diversos outros municípios espalhados por cinco estados brasileiros, entre eles Balneário Camboriú (SC), Saudade do Iguaçu (PR), Ponta Grossa (PR), São José dos Pinhais (PR), Cotia (SP), Artur Nogueira (SP), Três Corações (MG), Resende (RJ) e a Central de Abastecimento do Paraná (Ceasa), em Curitiba (PR).

Foto: Divulgação.

Envie os nossos conteúdos por e-mail. Utilize o formulário abaixo e compartilhe os link deste conteúdo com outros profissionais. Aproveite e escreve uma mensagem bacana.

Envie os nossos conteúdos por e-mail. Utilize o formulário abaixo e compartilhe os link deste conteúdo com outros profissionais. Aproveite e escreve uma mensagem bacana.

Aproveite para compartilhar conosco o que achou do teor deste conteúdo. Nossa equipe e o mercado querem ouvir a sua opinião. Vamos lá?

Faça uma busca

Acontece

2º Fórum Infra FM Workplace

Conheça as melhores práticas de segurança, tecnologia e sustentabilidade dos projetos de arquitetura corporativa do novo normal!

Sugestão da redação

Mundo Facility

Como superar os desafios de gestão no mercado livre de energia?

Modalidade já corresponde a 36% de toda energia consumida no país

Mundo Facility

Condomínios logísticos de alto padrão registram a menor vacância histórica

[Real Estate] Mercado permanece aquecido e tendência é de subida nos preços

Mundo Facility

Horizonte Minerals assina contratos que totalizam US$ 293 milhões

[Real Estate] Empresa avança no cronograma de construção do Projeto Araguaia

Mundo Facility

Comprar imóveis com bitcoins já é uma realidade

[Real Estate] Transação vem sendo usada em países como Estados Unidos e Portugal e mercado imobiliário brasileiro adere à novidade

Matérias líderes de audiência

Mundo Facility

Como superar os desafios de gestão no mercado livre de energia?

Modalidade já corresponde a 36% de toda energia consumida no país

Mundo Facility

Condomínios logísticos de alto padrão registram a menor vacância histórica

[Real Estate] Mercado permanece aquecido e tendência é de subida nos preços

Mundo Facility

Horizonte Minerals assina contratos que totalizam US$ 293 milhões

[Real Estate] Empresa avança no cronograma de construção do Projeto Araguaia

Mundo Facility

Comprar imóveis com bitcoins já é uma realidade

[Real Estate] Transação vem sendo usada em países como Estados Unidos e Portugal e mercado imobiliário brasileiro adere à novidade