Minorando o impacto do Covid-19 na economia e nos negócios

home > Índice de Mundo Facility > Conteúdo
 

Minorando o impacto do Covid-19 na economia e nos negócios

Home office mostra-se estratégia emergencial e preventiva, mas é preciso saber implantar (e gerenciar)

É desnecessário se comentar sobre a situação de emergência que afeta o mundo e sobre a necessidade de medidas e esforços conjuntos de natureza sanitária das empresas, governos e cidadãos, no sentido de evitar a maior propagação do Coronavírus e minorar seu impacto particularmente, na economia e nos negócios na sociedade brasileira.

Neste sentido, como presidente da ITA International Work Transformation Academy, sinto-me na obrigação de redigir estas notas, esclarecendo como as empresas e seus colaboradores podem contribuir, trabalhando em home office, enquanto o risco do Covid-19 continuar a existir.

A seguir, são apresentadas algumas recomendações e considerações de acordo com as minhas análises feitas consoantes os objetivos da adoção de Programa de Home Office em regime emergencial (Teletrabalho Emergencial).

Antes, vale a pena lembrar que a maneira como as empresas começaram a utilizar o home office está diretamente relacionada à urgência da prestação de serviços pelos seus profissionais ao considerar as dimensões alcançadas pelo Coronavírus, sempre ressaltando que não é nada além da execução dos mesmos serviços de um colaborador presencial na sede da empresa, desde que sejam teletrabalháveis.

Quanto à identificação de possíveis forças restritivas do uso do home office em regime emergencial a serem evitadas, verifica-se que:

- Podem haver ocorrências de problemas relacionados à segurança da informação e preservação do sigilo sobre as informações manuseadas pelos colaboradores (BYOD - bring your own device);

- Ocorrência de problemas relacionados à escassez de mão-de-obra qualificada e com perfil adequado para a execução das atividades teletrabalháveis nos home office;

- O fato do colaborador que desempenha a atividade profissional somente na sua residência, que assim passará a ter pouco contato pessoal com os demais membros da equipe e da chefia que atuam na sede da empresa. Este isolamento social, sob a ótica do colaborador, pode afetar sua atuação e desempenho, e assim o home office pode tornar-se um possível dificultador na execução de suas tarefas profissionais, muito embora possa-se suprir esta deficiência, utilizando as ferramentas de comunicações para contatos online e vídeoconferencias já existentes no mercado (Skype, Zoom, Webex).

Quanto à identificação das contribuições (ganhos e benefícios) advindas do uso do home office, estima-se que haverá:

- Ganho de produtividade do colaborador quando comparado com o pessoal que permanece na empresa;

- Possibilidade de ganho de imagem corporativa da empresa devido à atuação socialmente responsável ao tomar iniciativas que minoram a propagação do Coronavirus;

- Redução de demissões, rotatividade e do absenteísmo (minimiza-se licenças médicas, tratamentos clínicos, outros motivos de ausência);

- Possibilidades de ganhos obtidos pela empresa da continuidade nos negócios, evitando-se interrupções ao se deixar de atender aos chefes, clientes e partes interessadas das empresas (stakeholders);

- Ganho na qualidade de vida dos colaboradores devido à economia de tempo de deslocamento e redução de estresse decorrentes de menor exposição ao trânsito urbano;

- Possível contribuição à diminuição de poluentes emitidos pelos veículos, redução do caos no trânsito, todos resultados da menor necessidade de deslocamento dos colaboradores do home office até a sede das empresa e vice-versa, como ocorreu recentemente com as principais cidades da China, que foram afetadas pelo novo vírus.

Logo, em relação à adoção do programa home office em regime emergencial, recomenda-se:

- As empresas deverão gerenciar e avaliar os programas de home office que estão sendo implantados em regime emergencial, ao monitorar os seus resultados por meio de indicadores de desempenho;

- Realizar análises quanto à questão do efeito do isolamento social dos colaboradores em relação aos demais colegas e chefias da empresa, inclusive altos executivos, gerentes de nível médio, gestores de projetos, entre outros;

- Considerar que nesta estratégia de emergência os colaboradores (com o apoio das empresas) deverão buscar um equilíbrio entre vida profissional e pessoal;

- Averiguar o potencial do home office como resultado de novas possibilidades tecnológicas relacionadas às redes de banda larga, redes sociais, telepresença de alta velocidade, serviços móveis, aplicativos etc.;

- Descobrir como estas novas tecnologias da informação e comunicação podem ser aplicadas pelas distintas gerações que convivem nos ambientes corporativos ao integrá-las à gestão e à teoria organizacional (o home office é sim uma boa estratégia para minimizar o risco de contágio do Covid-19, mas a longo prazo também exerce papel importante como ferramenta para fazer a mudança organizacional acontecer em outras circunstancias não emergenciais);

- Despertar o interesse para outros tipos do home office, tais como trabalho distribuído, equipes virtuais, organização virtual, trabalho móvel, trabalho remoto ou e-work e e-collaboration.

Vale salientar que estas recomendações e considerações sobre a adoção do home office em um regime emergencial face ao coronavirus não se resume a um conjunto de dicas ou fórmulas mágicas, mas sim de um processo desenvolvido a partir de meus estudos acadêmicos (teses de mestrado e doutorado) e práticas profissionais em consultorias de implantação de home office nos últimos 30 anos.

Alvaro Mello é Presidente da ITA International Work Transformation Academy

QUER SABER MAIS SOBRE COWORKING E SMART WORK?

Então venha participar de um encontro inédito que a INFRA FM realiza no dia 22 de Julho, em São Paulo. Serão 16 Arenas Temáticas voltadas exclusivamente às demandas e assuntos que permeiam o dia a dia do Gestor de Facilities. E "Coworking & Smart Work" é uma delas.

O próprio Álvaro Mello abre esta Arena com uma palestra especial sobre "COWORKING, HOME OFFICE, HOME BASED OU VIRTUAL OFFICE", além de 4 CASES, um deles: "COMO CRIAR UM AMBIENTE INTELIGENTE, ACOLHEDOR E COLABORATIVO QUE GERE ALTA PERFORMANCE".

O valor de participação não será um obstáculo. Nós garantimos! 

Para participar do período completo desta Arena Temática o congressista investe só R$ 340. E aí, tá esperando o quê? Venha conhecer novas estratégias para aplicar na sua gestão e fazer networking com mais de 4.000 profissionais.

O evento acontece durante o 17o Congresso INFRA FM América Latina e 9a INFRA FM EXPO, marcados para os dias 21, 22 e 23 de Julho, no Espaço Amarelo do Expo Center Norte.

CLIQUE AQUI PARA GARANTIR O SEU LUGAR. Vagas limitadas!

Fotos: Divulgação

Envie os nossos conteúdos por e-mail. Utilize o formulário abaixo e compartilhe os link deste conteúdo com outros profissionais. Aproveite e escreve uma mensagem bacana.

Envie os nossos conteúdos por e-mail. Utilize o formulário abaixo e compartilhe os link deste conteúdo com outros profissionais. Aproveite e escreve uma mensagem bacana.

Aproveite para compartilhar conosco o que achou do teor deste conteúdo. Nossa equipe e o mercado querem ouvir a sua opinião. Vamos lá?

Faça uma busca

Acontece

Sugestão da redação

Mundo Facility

Pesquisa IT´S: o home office nos tempos atuais

Queremos saber: Como é sua experiência?

Mundo Facility

Produtos e serviços essenciais durante a pandemia do coronavírus

Johnson Controls fornece para operações ininterruptas de hospitais, processadores de alimentos, data centers etc.

Mundo Facility

Lideranças têm grandes desafios em tempos de coronavírus

Especialista indica as principais competências para enfrentar o momento, preservando os colaboradores e o negócio

Mundo Facility

Robôs entram na luta contra a Covid-19 no mundo

Brasil também conta com humanoides e tecnologias dotadas de inteligência artificial para atuação na área da saúde

Matérias líderes de audiência

Mundo Facility

Pesquisa IT´S: o home office nos tempos atuais

Queremos saber: Como é sua experiência?

Mundo Facility

Produtos e serviços essenciais durante a pandemia do coronavírus

Johnson Controls fornece para operações ininterruptas de hospitais, processadores de alimentos, data centers etc.

Mundo Facility

Lideranças têm grandes desafios em tempos de coronavírus

Especialista indica as principais competências para enfrentar o momento, preservando os colaboradores e o negócio

Mundo Facility

Robôs entram na luta contra a Covid-19 no mundo

Brasil também conta com humanoides e tecnologias dotadas de inteligência artificial para atuação na área da saúde